• relacionamento@brapartner.com.br

Perante a expansão contínua das atividades e a busca cada mais vez mais de redução de despesas, ajudamos nossos clientes a desenhar/redesenhar e  implantar os controles internos, a companhias tem a necessidade de fortalecer sua estrutura de controles e desenvolver ações de monitoramento por meio de um projeto de gerenciamento de riscos operacionais e financeiros.

Os controles operacionais representam o conjunto de procedimentos, métodos ou rotinas com os objetivos de produzir dados confiáveis e auxiliar a administração na condução ordenada dos negócios de suas unidades, contemplando entre outros, os seguintes fatores:

1.Fortalecimento dos controles internos por meio de análises e sugestões de aprimoramento;

2.Qualidade de informações para tomada de decisão gerencial;

3.Segurança dos sistemas informatizados e segregação de função;

4.Estruturação da empresa para mensuração de patrimônio e captação de investimentos;

5.Mensuração do nível de exposição aos riscos inerentes às atividades operacionais.

Fases do mapeamento;

Para cada processo relacionado, nossas análises envolverão as seguintes atividades:

  • Mapeamento dos processos;
  • Desenvolvimento da matriz de riscos operacionais;
  • Execução de testes para mensuração do atual ambiente de controle;
  • Identificação de oportunidades de melhoria e elaboração do plano de ação para sua implementação.

A efetivação destas atividades será desenvolvida com base em ferramentas e metodologia internacionalmente reconhecida conforme critérios descritos a seguir:

 

Metodologia COSO (Committee of Sponsoring Organizations)

  • Ambiente de Controle: atributos individuais, incluindo integridade, valores éticos e competência que caracterizam os funcionários de uma entidade;
  • Definição de Objetivos: definidos pela Alta Administração em linha com a missão, visão e a necessidade de ousar da empresa;
  • Identificação de Eventos: potenciais eventos internos e externos que dificultam a implementação das estratégias e objetivos da empresa;
  • Avaliação de Risco: mecanismos estabelecidos para identificar, analisar e gerenciar riscos relacionados a todas as atividades de negócio e suporte da empresa;
  • Resposta ao Risco: posicionamento da Alta Administração com relação ao risco considerando impacto, probabilidade, nível de tolerância e custo benefício;
  • Atividades de Controle: execução de políticas e procedimentos estabelecidos pela administração para assegurar que os objetivos são alcançados;
  • Informação & Comunicação: sistemas que possibilitam que os funcionários de uma entidade possam coletar e compartilhar informações necessárias para conduzir, gerenciar e controlar suas operações;
  • Monitoramento: mecanismos para acompanhamento das atividades e mudanças externas, permitindo o direcionamento contínuo das atividades.

Entre em contato!

INVISTA NISSO ANTES!

Uma empresa com a contabilidade desorganizada não passará na maioria dos processos seletivos coordenados por compradores/investidores.

Não comece um processo de venda ou a procura de investidores se a contabilidade da empresa não estiver em ordem. Invista nisso antes!

EMPRESAS EMERGENTES

São Paulo

  • +55 11 4102.3990
  • Rua Federação Paulista de Futebol, 799
    Conjunto 702 | Barra Funda
    CEP 01141-040 | São Paulo, SP

Manaus

  • +55 92 3234.3140
  • Avenida Duque de Caxias, 1514
    Praça 14 de janeiro | CEP 069020-141
    Manaus, AM

Fortaleza

  • +55 85 3181.6959
  • Avenida Dom Luís, 300
    Sala 912, Aldeota | CEP 060160-196
    Fortaleza, CE